Últimas notícias

IMPEACHMENT, COMO UMA INDIGESTA RECEITA DE UM BOLO

DEVEMOS COMBATER A CORRUPÇÃO COMO FORMA DE PROTESTO, E NÃO LEVANTAR BANDEIRAS PARTIDÁRIAS


Impeachment, talvez seja assim que se escreva, na verdade gostaria de começar humildemente a tecer meus comentários a partir dessa palavrinha, cuja origem e significado pode ultrajar macular, ou eternizar positivamente uma nação. 

Mas, quando tal palavra é usada de maneira errada, tendenciosa, idealizada partidariamente, essa pode trazer males irreparáveis e retirar conquistas históricas.






Como Zumbis tentam nos manipular...

Hoje essa palavra se tornou corriqueira no vocabulário de algumas pessoas, na verdade, se tornou uma meta para algumas pessoas. E diante do contexto político que estamos vivendo centenas de POLÍTICOS CORRUPTOS tentam vestissem em peles de cordeiros e desesperadamente nos manipular, e como zumbis esperam que engrossemos as fileiras da ignorância, 









A bandeira de repúdio tem que ser contra a corrupção a complacência moral, as injustiças sociais, ao feminicídio, ao racismo que segrega ha anos nossa sociedade e a tantas outras mazelas que assolam nosso pais a dezenas de centenas de anos.

Acreditamos no exercício da democracia como forma de liberdade, essa que conquistamos as duras perdas e penas.
Quando expresso Democracia, não quero falar só do direito de VOTAR, nem tão pouco do direito de se locomover por toda extensão nacional, e porque não dizer no mundo. 

Quero lembrar e mostrar de como alcançamos tais conquistas, quero manter viva a lembrança de quantas lágrimas precisaram jorrar para que essa palavra DEMOCRACIA, tão sonhada, tão desejada, sim,  passasse a vigorar no convívio do POVO.

Tudo é tão recente, o ontem tá tão próximo, que ainda mexe com nossas emoções. Vários movimentos foram desencadeados em toda parte do Brasil por milhares de homens e mulheres que acreditaram na construção desse sonho, onde graças a DEUS, hoje vivenciamos e compartilhamos dele.





Quando vejo POLÍTICOS, mal-combinados, chamando outros para saírem as ruas para salvar o Brasil, é nesse momento que me pergunto:  

Salvar o Brasil de quem?  Pois levantar a possibilidade de um Impeachment, é rasgar as páginas de luta de nossa história, e retroceder a um passado sombrio, é tentar tirar o que certamente nos é e será sempre de direito, a liberdade de escolha.


Milhares de Brasileiros saíram de seus lares para VOTAR, para credenciar o seu representante por mais quatro anos. 

E assim, fazendo uma análise mais aprofundada da situação, nesse processo democrático de direito, a única legítima nesse contexto, uma vez que representa a vontade do povo, essa vontade que nos foi ceifada por longos e sangrentos anos, ela tem um nome, a excelentíssima senhora Presidenta Dilma Russef.



Aceitar esse golpe, essa manobra desesperada de retomar o poder, é desmerecermos os Poetas, aqueles que escreveram nos muros de nosso país, que lutaram pela abertura dum regime MAIS HUMANIZADO.







Aceitar...


É desdenharmos a existência dos que deram suas vidas em pró de um sonho, e que infelizmente foram massacrados pelo REGIME MILITAR. 

É ver, e mesmo assim ignorar, versos e prosas, letras de músicas que sacudiram o Brasil em tempos de AI-5, de REPRESSÃO A LIBERDADE DE EXPRESSÃO, enfim, é morrer em vida na era do renascimento e da fé num amanhã mais feliz.

Beto Nazário, Vivo e aos vivos...


Tenho dito.



Nenhum comentário