Últimas notícias

POLICIAIS MILITARES SÃO PROMOVIDOS, MAS A CERCA DE DOIS ANOS AINDA RECEBEM VENCIMENTOS DA ULTIMA GRADUAÇÃO

Centenas de policiais militares ha mais de dois anos amargam as angustia de terem sido promovidos e não receberem como tal.

Acs PM RN

22/07/2015 - Subsídio de policiais promovidos em maio ainda não foi reajustado

No dia 22 de maio deste ano o governo estadual anunciou a promoção de 1.232 policiais militares. Enquanto o executivo levanta a bandeira da “maior promoção na história da Polícia Militar”, os PMs continuam recebendo o subsídio de acordo com a graduação anterior, ou seja, sem reajuste. Esse número faz parte de um grupo, que há dois anos também não recebe um salário condizente com a graduação e nível que exerce atualmente.

“Depois de muitas lutas, conseguimos a promoção desses policiais militares, que já deveria ter acontecido desde o dia 21 de abril. Não foi uma grande vitória, mas foi um primeiro passo. Hoje vejo que tudo continua como antes, porque de nada adianta serem promovidos, se o subsídio não acompanha a evolução”, diz o presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (ACSPM/RN), Roberto Campos.

Ainda segundo ele, a situação da turma de 2006 é ainda pior. “Essa turma teve o nível implantado em julho de 2012 com a mudança de soldo para subsídio, atualmente a categoria era para está no nível III devido ao tempo de formação, no entanto não saiu do nível II. Isso acaba gerando insatisfação e falta de incentivo para o policial que coloca a vida em risco para proteger a população”, destaca.

A secretária da Secretaria Estadual de Segurança Pública, Kalina Leite, anunciou a realização de concurso público para Polícia Militar, Civil e Corpo de Bombeiros. “Nós entendemos a necessidade de aumento do efetivo, mas a secretaria tem que se preocupar primeiro, em atualizar o subsídio de quem foi promovido. 
O governo do estado precisa começar a valorizar os agentes de segurança pública que acumulam uma carga de trabalho, mas que recebe um pagamento inferior”, explica o presidente da ACSPM/RN.
Assim nem papai nem mamãe aguenta...
Tenho dito,
Beto Nazário

Nenhum comentário