Últimas notícias

SE NÃO PODEM AMÁ-LAS RESPEITE-AS JOVENS BUCÉFALOS


Quem de nós , educado num mundo de teorias masculinas ("machistas")  e preconceituosas empolgados pela fase da curiosidade sexual, com os hormônios pulsando nas artérias e o cérebro carregado de desejos nunca nos imaginamos com uma gata da playboy ?  Sim monumentos femininos que em capas de revista eram nos apresentadas doces como mel aguçando-nos os sonhos libidinosos e nos impulsionando  a extrapolarmos nossa imaginação e nosso precoce aprendizado.


Sim, mas essa exploração do corpo feminino tendenciosamente vem ganhando um espaço ameaçador, onde a mulher brasileira vem sofrendo absurdos com esteriótipos estabelecidos covardementes, tripudiando-as e as expondo meramente como objeto de consumo nas mais variadas situações.

Dentre as tantas foram criados Pseudônimos na unica intenção de ridicularizar a mulher, termos chulos, como mulher coelhinha, mulher melão, melancia, tuti-fruta lacraias e outros adjetivos descabidos que as desdenham.

A imagem vendida nos meios de comunicação relacionadas a elas são fotos de bundas com braços e pernas sem nenhum cérebro, uma verdeira afronta a Inteligência, a competência e a elegância de nossas mulheres, uma vez que, sem a menor dúvida ser o maior simbolo de luta de nossos dias. 

É chegada a hora de um movimento diferenciado, consciente em defesa ferrenha à nossas mulheres guerreiras, pois os versos pseudo-inteligentes com manifestos baratos e com sermões empolgados em campanhas tendenciosas em nome da podridão consumista terão que mudar, dar espaço, como forma de resgatar o verdadeiro valor um dia furtado por esses mercadores da miséria alheia. 

Esse resgate tem que ser para ontem, onde todavia, terá como principal beneficiado a própria história e por que não dizer a humanidade.

Nossas amadas mulheres são o alicerce e a fortaleza de qualquer sociedade que se preza.


Tenho Dito,


Beto Nazário

Nenhum comentário