02/06/2020

DEUS NÃO CONDENA NEM TÃO POUCO ABSOLVE

DIREITO DE SER DIVINO OU SE TORNAR MALDITO

22. A Penitência (1) - Opus Dei


Assim somos nós, simples e insignificantes seres humanos,
Tao frágeis como uma tecla de um computador.
Somos fracos, a mentira é nossa companhia
A realidade é uma navalha
que nos corta todos os dias
nos afrontando o verso
e a utopia do dia a dia
é como quem em lágrimas
chorando sorria.

Assim somos nós
talvez estejamos nos últimos dias
mas mesmo assim
homens cheios de orgulhos
mergulhados na agonia.

O olhar para o céu se tornou
cada vez mais distante,
na falta de nossa empatia
nos ofuscou o amor
passamos cada vez mais
a dá vez a melancolia

E num estado de liturgia
com a mentira exposta 
E atos descrente
massacrados pela consciência avarenta
olhos profundos
olhos pré-mortos
Nem a DEUS pedimos clemencia

O egoísmo se tornou mais forte
e invocando a DEUS
Conquistaram-se o sul
ameaçando o norte
e com a intolerância 
cada vez mais presente
ódio para o NORDESTE
Abuso dessa gente
desta forma
meros ameaçadores dementes

Ufanistas inconsequentes
Agimos pela indecência
e os vírus de nossa consciência
tornou-se real e materializado
e o mundo dos imundos
é o que nos restou
medíocres...
moribundos...



Tenho dito,


Bloqueixas Popular




2 comentários:

BlogdoTremdoPP disse...

Espero muito que esse momento de pandemia, que nos imobiliza e nos amedronta, nos sirva também prá refletir sobre nossas escolhas de vida e como elas impactam nossas vidas e dos que nos cercam. Para o bem ou para o mal. Sigo com fé. No Grande Pai e na força Dele sobre nosotros.

Bloqueixas Popular disse...

Temos a certeza que tudo isso irá passar, é como diz as palavras do Blog do Trem do PP: "É BOM APRENDERMOS COM TUDO ISSO QUE ESTÁ ACONTECENDO"

Um abraço a todos que nos acompanha

Bloueixas Popular